Richard Bach

“AQUILO A QUE A LAGARTA CHAMA FIM DO
MUNDO, O HOMEM CHAMA BORBOLETA”.